logo

Lousitânea

Núcleo Sede do Ecomuseu Tradições do Xisto

O Núcleo Sede do Ecomuseu Tradições do Xisto, localizado na Aldeia de Xisto de Aigra Nova (Góis) apresenta-se como a “casa mãe” do Ecomuseu Tradições do Xisto. De facto, este espaço, é a porta de entrada para visitar o Ecomuseu, as Aldeias do Xisto de Góis e a cultura e tradições dos povos serranos.

Neste espaço, no edifício contíguo à Loja das Aldeias do Xisto de Aigra Nova, as populações locais levam no a uma visita pelo passado, pelas histórias, tradições, saberes e sabores da região, numa relação íntima com cada objecto contido no Núcleo Sede do Ecomuseu Tradições do Xisto.

Aqui estão reflectidas a história dos lugares, das vivências das populações, das suas crenças: Aigra Nova, Aigra Velha, Comareira e Pena apresentam-se, assim, envoltas nas tradições do xisto.

A estrutura deste Núcleo é centrada numa triangulação virtuosa entre a história, o artefacto e o Homem, exposta numa casa com traça tradicional, e que alberga quatro áreas distintas, acompanhadas pelo filme “Tradições do Xisto” (autoria da empresa Malagueta):

1- Entrada: constitui-se como uma introdução ao serrano, o povo destas aldeias e à estrutura do Ecomuseu

2- Zona vermelha: onde é apresentada a Rede das Aldeias do Xisto, com diversas informações e fotografias deste projecto inovador na Região Centro

3- Zona creme: versa sobre as quatro Aldeias do Xisto de Góis apresentando fotografias antigas, testemunhos dos habitantes locais e algumas peças relevantes

4- Zona verde: com os seis temas ou ciclos da economia agro-silvo-pastoril: mel, castanha, milho, hortas, sagrado e profano e pastorícia. Cada espaço temático apresenta um objecto, especificidades locais e histórias contadas pelos habitantes

O Núcleo Sede do Ecomuseu Tradições do Xisto foi construído com apoio do PRODER, através de candidatura junto da Associação de Desenvolvimento Integrado da Beira Serra e com apoio do Município de Góis.